Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017
Imprensa

Petrobras promove ações ambientais no Brasil Surf Pro, maior competição de surfe do país

No Ano Internacional das Florestas, a Petrobras, em parceria com o projeto Brasil Surf Pro 2011, lança a plataforma sustentável Surfe Pelas Florestas. Durante as cinco etapas da maior competição de surfe do país, serão realizadas ao longo de sete meses diversas atividades a fim de informar, educar e engajar a sociedade local e os surfistas em torno do tema “preservação das florestas”. A Petrobras é patrocinadora oficial do Brasil Surf Pro.

O objetivo do projeto é apresentar à população os valores ambientais e ações da Petrobras no Ano Internacional das Florestas, instituído pela ONU. Assim, o tema sustentabilidade será reforçado no universo dos surfistas e frequentadores da praia, promovendo um maior engajamento e, acima de tudo, mostrando que um evento com planejamento sustentável e ações socioambientais deixa legados para a região onde é realizado.

O lançamento da plataforma Petrobras Surf Pelas Florestas ocorrerá na primeira etapa do BSP em Pernambuco, no município de Ipojuca, na Praia do Cupe, que será realizada de 8 a 12 de junho. As cinco cidades que sediarão o campeonato – as outras serão Ubatuba (SP), Rio de Janeiro, Búzios (RJ) e Florianópolis (SC) – reúnem diversos ecossistemas costeiros de Mata Atlântica: os mangues nas enseadas, a foz de grandes rios, as baías e lagunas de influência de marés, as matas de restinga nas baixadas arenosas do litoral e as florestas de pinheirais nos planaltos.

Para Rosane Aguiar, gerente de Programas Ambientais da Petrobras, a plataforma sustentável do Brasil Surf Pro está alinhada ao compromisso da Companhia com o desenvolvimento sustentável. “Além de cuidar da gestão ambiental dos produtos e processos, a Petrobras, por meio do Programa Petrobras Ambiental, investe em projetos que buscam a preservação dos nossos rios, florestas e também da biodiversidade marinha. Integrar assuntos tão importantes no campeonato de surfe é uma oportunidade de juntar esforços em prol da conservação ambiental em nosso país”, afirma Rosane.

Na opinião do consultor ambiental do Brasil Surf Pro, Glenn Suba, “esses ecossistemas oferecem uma oportunidade única de fomentar a consciência do público participante sobre a importância que as florestas possuem em nossas vidas, assim como as áreas verdes em nossas cidades e as consequências da real possibilidade de seu desaparecimento”.

A plataforma sustentável do campeonato é formada pelas seguintes ações:

Educação ambiental: as atividades educacionais (palestras, visitas guiadas aos projetos Petrobras e ao campeonato, oficinas ecológicas e pedagógicas e mutirão de limpeza) serão realizadas em escolas públicas e projetos sociais. Todas conduzidas por uma pedagoga ambiental, cinco eco-monitores, um técnico em sustentabilidade e uma produtora executiva com especialização em eventos esportivos. Para envolver ainda mais o público sobre o tema, será montada no Surf Village uma exposição com foco nas principais razões pela qual a ONU decretou o Ano Internacional das Florestas.

Surfistas verdes: a alta performance dos surfistas nas ondas durante o Brasil Surf Pro estará diretamente relacionada ao plantio de árvores. Cada onda surfada que receber nota igual ou acima de oito corresponderá ao plantio de cinco árvores. Já a tão esperada nota 10 vai gerar 50 plantios. A estimativa é que sejam plantadas 500 árvores até o final do evento para esta ação, dependendo da performance dos surfistas.

Carboneutralização: todas as emissões de CO2 do campeonato e de seus participantes serão calculados e neutralizados com um número correspondente de árvores no corredor ecológico Tinguá-Bocaina no Rio de Janeiro. O plantio faz parte de um projeto estruturado, que contempla três anos de manutenção, a fim de assegurar o crescimento das mudas.


Expedições educativas: participarão surfistas, estudantes, alunos das escolas de surfe, fotógrafos e ambientalistas associados aos projetos apoiados pela Petrobras. Equipados com sacos e luvas, as equipes vão realizar mutirões de limpeza das margens dos rios, lagoas, estuários e manguezais das hidrobacias próximas à área do campeonato. Os locais serão: Praia da Joaquina/Lagoa da Conceição (SC); Margem do Rio Itamambuca (Ubatuba/SP); Orla Bardot (Projeto Coral Vivo)/Búzios (RJ); Estuário do Rio Maracaípe (PE), e Lagoa de Marapendi (RJ).

Cadastre seu e-mail

Jornalista, cadastre seu e-mail e receba os releases sobre nossos clientes.






Oficina Agência do Nordeste - Rua Pastor Jerônimo Gueiros, 1400 - Tirol, Natal/RN - CEP: 59.020-660. Telefones de contato: (84) 3201-0501 / (84) 3211-5304
Aberje
Abracom
ponto criativo